Dr.ª Graciele Tombini

CREMERS 26501
médica endocrinologista graduada pela Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - titulada pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia - Especialista em obesidade e suplementos alimentares.

Fique por dentro

combat.jpg paint

Dicas de alimentação

Prezados pacientes.
Dicas de suplementos que experimentei e gostei.
A Proteína lenta Combat que poderia ser consumida de lanche da tarde, por exemplo, batida com uma fruta e 1 copo de leite desnatado.
Também recomendo a barrinha de proteína da Combat de chocolate branco e frutas vermelhas.

Att, Graciele

Lembrando que na loja Nutrivita meus pacientes ganham descontos.

combatbar.jpg paint

.luiz-tubino

Antes e depois do Luiz

Em junho de 2014, o empresário Luiz Fernando Paz Tubino, de 51 anos, resolveu que precisaria mudar seus hábitos. Ao ver fotos de uma viagem, se deu conta de que estava muito acima do peso. Com 123kg, pressão e colesterol altos, começou a mudar a rotina. Exercícios físicos e uma dieta balanceada ajudaram o cliente da Bodytech Mont Serrat (Porto Alegre), a chegar a 80kg –“às vezes dá uma puladinha para 81kg”, conta.

Disciplinado, ele frequenta a academia de segunda a sexta-feira, das 6h às 8h. “A Bodytech faz parte de minha vida, um casamento que deu certo. Desde que mudei meus hábitos alimentares, aliados à prática de exercícios sob a orientação dos profissionais da Bodytech, os resultados têm sido ótimos.” Ele conta que agora a corrida faz parte de sua vida: corre cerca de 20km por dia e não gosta de dias em que não faz exercícios. A Bodytech conversou com ele.
O que mais te incentivou pra essa mudança? Foi a estética ou a procura de uma vida mais saudável?
Profissionalmente, comecei a prejudicar meus negócios, pois não queria que meus clientes me vissem tão gordo. Isso me constrangia muito, e a autoestima ficava lá embaixo. Além disso, começaram a aparecer questões de saúde, como pressão alta, colesterol, entre outros. E, evidentemente, sonhava com uma vida mais saudável.

Quando você decidiu adotar essas mudanças?
Estávamos em férias no Nordeste quando resolvi ver as fotos da viagem. Levei um choque com o tamanho que eu estava. Caiu a ficha e, então, procurei profissionais especializados em emagrecimento. Sou muito disciplinado e determinado. Quando decidi encarar o processo, sabia que seria duro, mas estava decidido. Fiz e faço dieta alimentar fielmente –só que hoje me permito algumas fugidinhas em dias estabelecidos.

Em que ponto do seu objetivo você julga estar? Apenas começando, no meio do caminho ou ele já foi concluído?
Estou em um processo de manutenção. Cheguei no peso que queria, com um percentual de gordura em torno de 6%. Agora mais do que nunca é preciso disciplina para manter o peso.

Qual é a maior dificuldade em manter esse estilo de vida? A que você se apega?
A maior dificuldade que tenho é de fazer as pessoas que me cercam entenderem que não preciso comer o que elas fazem para demonstrar meu afeto por elas. Cada visita que faço, ainda hoje, tenho que recusar uma série de “agrados culinários’. Às vezes, pode ser até chato, mas não abro mão da minha filosofia de vida atual. Para mim, está claro que o processo de manutenção é constante. Não posso relaxar ou deixar de me pesar diariamente.
O que mudou na sua vida depois de ter emagrecido?
Mudou muita coisa. Diria que minha saúde está ótima. Meus amigos agora entendem que não precisam fazer um caminhão de comida para me receber, pois sabem que não vou comer, e me respeitam. Além disso, a corrida está agregada ao meu estilo de vida –frequento a Running Class na Bodytech de Porto Alegre.

foto normal jpg